Porto Alegre tem 36 casos confirmados de dengue no mesmo bairro

0
26

Secretaria alerta moradores do bairro Santa Rosa de Lima para procurarem atendimento médico se sentirem sintomas da doença. No RS, 81 casos foram confirmados até 30 de março, data do último boletim epidemiológico.


Ação de pulverização é uma das medidas da prefeitura para reduzir os riscos de dengue no bairro Santa Rosa de Lima — Foto: Patrícia Coelho/PMPA

Porto Alegre registrou 36 casos de dengue contraídos em um mesmo bairro até o último sábado (6), conforme divulgou a Secretaria Municipal de Porto Alegre nesta segunda-feira (8). Todos os casos autóctones são do bairro Santa Rosa de Lima, Zona Norte da capital.

O primeiro caso autóctone da doença em Porto Alegre neste ano havia sido confirmado há um mês, 7 de março, também no bairro Santa Rosa de Lima.

A prefeitura iniciou ações no bairro, como aplicação de inseticida na região, remoção de entulhos e resíduos, fiscalização de comércios de recicláveis, visitas domiciliares para identificação e remoção de criadouros de mosquito transmissor da doença, o aedes aegypti.

A Secretaria de Saúde orienta os moradores que sentirem sintomas da dengue a procurar atendimento médico nos postos da saúde, mencionando o fato de ser morador de região com registros de dengue autóctone.

“Isso pode gerar um diagnóstico mais ágil e rápido”, explica o diretor da Coordenadoria-Geral da Vigilância em Saúde (CGVS), Anderson de Lima. Os sintomas compatíveis com a dengue são:

• febre
• dor no corpo
• náuseas
• vômitos
• falta de apetite
• dor atrás dos olhos

Outros cinco casos importados também foram confirmados. No total, a cidade teve 41 pacientes com dengue até o dia 6 de abril. No estado, 81 casos foram divulgados pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), até o dia 30 de março, dos quais 42 autóctones.

Em relação aos destinos dos pacientes diagnosticados com dengue autóctone em Porto Alegre, são:
• Dois em Fernando de Noronha (PE)
• Dois em Belém do Pará (PA)
• Um em Betim (MG)
• Um em Vitória (ES)

Na semana passada, o governo do estado confirmou o primeiro caso de febre chikungunya do Rio Grande do Sul, em Esteio, Região Metropolitana de Porto Alegre. E o primeiro caso de zika vírus foi registrado em Gravataí, também na Região Metropolitana, em fevereiro. Até o momento, são os únicos registros de cada uma das doenças.

FONTE: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2019/04/08/porto-alegre-tem-36-casos-confirmados-de-dengue-no-mesmo-bairro.ghtml

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here